Fique atento ao cronograma para abertura de processo de dispensa de disciplinas.
Fique atento ao cronograma para abertura de processo de dispensa de disciplinas.
seo joomla
SELEÇÃO
SELEÇÃO

Saiba como funciona o processo seletivo de admissão ao intercâmbio internacional.

Os alunos da Escola Politécnica (POLI) que desejam sair em intercâmbio devem observar atentamente os períodos de abertura dos processos seletivos. Os editais da POLI são abertos no início do segundo semestre, contudo editais abertos a todos alunos da UFRJ, como Ciência sem Fronteiras (CsF) e Erasmus Mundus (EM), possuem calendários próprios, podendo ocorrer no início do ano letivo.

PROGRAMA CIÊNCIAS SEM FRONTEIRAS - CsF

Para o programa CsF a Escola Politécnica possui critérios próprios, definidos pela DAEC - Diretoria Adjunta de Ensino e Cultura e pela DARI - Diretoria Adjunta de RelaçõesInternacionais, adotados para homologação dos alunos, para que estes possam concorrer a bolsas. Vejam com mais detalhes no documento: Ciência sem Fornteiras - Critérios da Escola Politécnica.

Os programas CsF, Erasmus Mundus e Bolsa Santander são coordenados pelo Direção de Relações Internacionais da UFRJ - DRI/UFRJ. Para estes e outros programas coordenados pela DRI/UFRJ o aluno só poderá se inscrever com as autorizações da coordenação de seu curso e da DARI/POLI

Critérios Básicos para Seleção dos Editais DARI

· Boletim Oficial: C.R.A maior do que 6, número de reprovações, notas das disciplinas de matemática, em especial Cálculos, Físicas e Mecânica.
· Currículo: IC, monitoria, projetos, atividades acadêmicas (Fluxo, Fórmula SAE, InterPoli, Minerva Baja, etc.), atividades não acadêmicas de cunho social (contadores de história, professor de pré-vestibular comunitário, serviços de voluntariado, etc.)
· Proficiência em Idioma: Na etapa de seleção não é necessário apresentação de exames oficiais. Em alguns casos documentos como Certificados e Diplomas de cursos de idioma são suficientes para a avaliação.
· Periodização básica: O aluno deve estar cursando no mínimo o 5° período no momento da inscrição e não deve ter ultrapassado o 8° período.
Além do Boletim e Currículo, poderão ser utilizados como instrumento de seleção, as Cartas de Motivação de Recomendação.
OBS.: Cada edital poderá apresentar pré-requisitos diferenciados. Para editais não administrados pela DARI-POLI os alunos deverão cumprir tanto os critérios do edital quanto os requisitos mínimos para realização de intercâmbio da Escola Politécnica.
Processo de pré-seleção dos Editais DARI
O processo de intercâmbio possui etapas comuns que estão descritas abaixo, mas é IMPORTANTÍSSIMO ler o edital ao qual você irá se inscrever para observar todas as suas particularidades.
1) Formulário de Inscrição Online
Todo aluno que queira participar do processo de seleção para intercâmbio deve preencher o Formulário de Inscrição Online. O preenchimento correto deste formulário dentro do prazo (informado no edital) é indispensável para a validação da sua candidatura.
Atenção:
· Os alunos da Escola Politécnica podem se inscrever em mais de um edital, porém, devem ficar atentos ao prazo de confirmação de intercâmbio, pois estarão fazendo a opção de um programa e rejeitando os demais automaticamente.
· Aos alunos da Escola Politécnica da UFRJ só permitido a realização de um intercâmbio acadêmico durante sua graduação, portanto a escolha do programa de intercâmbio é algo que deve ser pensado avaliando as modalidades de intercâmbio, se possui ou não bolsa, duração do programa, etc.
2) Entrega de documentos na Diretoria Adjunta de Relações Internacionais (DARI/POLI)
Fique atento ao prazo para a entrega de documentos, pois documentos entregues fora do prazo NÃO serão aceitos. Verifique em seu edital a lista de documentos exigidos, mas em geral pede-se:
· Boletim Oficial – obtido na Seção de Ensino
· Declaração constando período – obtida na Seção de Ensino
· CRID – obtida à partir do Siga ou na Seção de Ensino
· Currículo Vitae atualizado - De preferência Lattes - http://lattes.cnpq.br
· Carta de Motivação
· Carta de Recomendação de um professor da UFRJ
· Formulário de Inscrição
3) Etapas específicas do seu processo seletivo
Os editais e coordenações exigem etapas diferentes para a seleção dos alunos após a candidatura ter sido feita. Geralmente incluem entrevistas, mas podem incluir também provas de língua e provas de conteúdos específicos. Informe-se através do edital ou dos responsáveis pela seleção sobre as etapas de seu processo.
4) Divulgação dos alunos selecionados
A divulgação da seleção será feita através de e-mail enviado à todos os candidatos (aprovados e não aprovados) e na página da DARI/POLI. Fique atento ao prazo que será informado para a divulgação da seleção.
5) Entrega de documentos adicionais exigidos pela instituição parceira
Poderão ser exigidos documentos adicionais que deverão ser entregues na DARI/POLI (segundas, quartas e sextas de 09:00 às 16:00), para o envio por correio, e também enviados em formato digitalizado para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e para o e-mail da instituição parceira, caso esta entre diretamente em contato com o aluno.
6) Carta de aceite
Após as etapas cumpridas, os alunos selecionados pela instituição parceira receberão uma carta de aceite necessária para retirada do visto de estudante que comprova sua aprovação no programa de intercâmbio.
PROCEDIMENTO EXTRA PARA OS ALUNOS DO PROGRAMA PARISTECH
Além das etapas comuns a todos os processos de intercâmbio, esta etapa de seleção inclui:
Prova Escrita: Provas específicas de física, matemática e química. (Prova Paristech: Conteúdo Programático)
Entrevista: Os aprovados nas provas seguem para a entrevista (em francês ou inglês) com a comissão de professores franceses. Para a entrevista, observe os documentos que devem ser entregues, que, em geral, são o boletim e o currículo traduzidos. Os modelos não estão disponíveis na internet, mas os alunos que quiserem instruções devem comparecer a DARI/POLI.
Bolsa: Todos os alunos aprovados para o Duplo Diploma ParisTech são automaticamente indicados para receber a bolsa Eiffel do governo francês. Maiores informações:http://www.campusfrance.org/fr/eiffel. Caso não receba a bolsa Eiffel, é possível obter a bolsa de 1 ano de duração (renovável por mais seis meses) através do projeto Capes-Brafitec.
PROCEDIMENTO EXTRA PARA ALUNOS DE PROJETOS BRAFITEC
Obtenção das cartas de encaminhamento: Alunos Brafitec devem ter suas cartas de encaminhamento confeccionadas para serem enviadas à CAPES posteriormente. A DARI/POLI irá preparar as cartas, os coordenadores de projeto assinarão e os alunos serão informados para retirá-las na DARI/POLI.
Obtenção do link da CAPES: O coordenador de projeto BRAFITEC receberá o link de inscrição dos alunos no site da CAPES e encaminhará aos candidatos aprovados pelo programa.
Inscrição na CAPES: A inscrição no site da CAPES requer o carregamento dos seguintes documentos que devem estar digitalizados em formato PDF:
Carta do coordenador do projeto
Plano de atividades
Carta da Instituição no Exterior (caso já a possua)
Histórico escolar de Graduação
Certificado de Proficiência
Recebimento do Termo de Compromisso da CAPES: A CAPES enviará aos Coordenadores de Projeto o Termo de Compromisso que deverá ser entregue aos alunos.
Recolhimento de assinaturas para o termo de compromisso: O candidato deverá recolher as assinaturas da seguintes pessoas:
Próprio candidato
Coordenador do Projeto BARFITEC
Avalista (Responsável financeiro. Normalmente pai ou mãe).
Importante salientar que, por convenção, as cartas deverão ser assinadas pelo avalista antes da assinatura do Coordenador de Projeto.
Envio dos Termos de Compromisso à CAPES: Com o termo assinado, o aluno deverá enviar uma das vias do Termo de Compromisso à CAPES via correio.
Espaço Intercambista O Espaço Intercambista tem como objetivo informar os passos necessários para que seu intercâmbio seja realizado com sucesso e sem danos à sua vida acadêmica​.

Verifique a Resolução de Intercâmbio da POLI com os critérios mínimos de todos os programas. Cada programa de intercâmbio possui edital próprio, podendo ser mais restritivo em relação a requisitos como C.R.A e créditos concluídos, por exemplo.

Observe atentamente todas as etapas abaixo pois o cumprimento de cada uma delas é importante para que você possa aproveitar ao máximo sua mobilidade sem ter que se preocupar com sua vida acadêmica na UFRJ​ durante o intercâmbio.

1 - Entrega do Plano de Estudos e Formulário de Registro de Saída à DARI/POLI

O Formulário de Registro de Saída é o primeiro passo para o intercambista POLI ativar seu status de Aluno em Intercâmbio, pois os dados desse formulário compõem a documentação que será enviada pela DARI/POLI para a DRE.

Esse procedimento é indispensável para que essa etapa da vida acadêmica esteja registrada no histórico escolar com a posterior inclusão das disciplinas validadas. Dessa forma, essa é uma etapa OBRIGATÓRIA. O descumprimento dessa etapa desampara o aluno dos direitos do intercambista.

Compõem essa etapa:

1.1- Impressão do Plano de Estudos e, após o preenchimento, além da digitalização para inclusão no Formulário online (o documento pode ser digitalizado sem assinatura da DARI), tirar uma cópia física. Assinaturas do candidato e do coordenador de curso são obrigatórias;
1.2- Preenchimento dos dados do Formulário online;
1.3- Leitura do Termo de Compromisso disponível no Formulário para aceite das condições nele presentes (obrigatório);
1.4- Entregar o Plano de Estudos original e uma cópia à DARI-Poli (data e local de entrega serão agendados e avisados pela DARI-Poli).
O original é arquivado e a cópia (com a assinatura da DARI-Poli) será a comprovação do aluno da entrega e registro. Cabe lembrar que, caso o aluno queira validar as disciplinas cursadas no exterior, esse documento será fundamental para abrir o processo de equivalência.

2 - Entrar com processo de obtenção de visto

Cabe salientar que o prazo para a obtenção do visto é de 15 dias úteis, ou seja, aproximadamente três semanas. Podem ser necessárias outras etapas antes de entrar com o pedido de visto, como por exemplo: para obter visto para a França é necessário o comprovante da inscrição no Campus France e o envio de toda a documentação exigida pelo Consulado.
Finalizado o processo de obtenção de visto (visto emitido), a passagem aérea pode ser comprada.

Não se esqueça de resolver questões como obtenção do seguro viagem (obrigatório para poder viajar) e confirmar sua hospedagem/moradia principalmente se sua Universidade possui alojamento, pois é preciso requisitar uma vaga o mais cedo possível.

Para dicas de passaporte, visto entre outros, acesse o site Portal Consular e, para além, não deixe de se informar por conta própria.

3 - Envio da Declaração de Chegada à DARI/POLI​-UFRJ

Chegando ao seu país de destino o aluno deve preencher o Formulário de Registro de Chegada e anexar uma cópia digitalizada da Declaração de Chegada, assinada e carimbada pelo responsável das Relações Internacionais da universidade parceira.
A partir daí seu nome será enviado à DRE para regularização de matrícula.

Após esse passo você se torna, oficialmente, um aluno em intercâmbio. Sendo assim, sua comunicação com a DARI-Poli deverá ser feita EXCLUSIVAMENTE através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. para todo e qualquer tipo de suporte (esclarecimento de dúvidas, solicitação de documentos, etc.). .

Os prazos para envio da Declaração de Chegada são:
  • 1º Semestre: de 15 de Fevereiro até 20 de Março;
  • 2º Semestre: de 20 de Agosto até 15 de Outubro.


4 - Alteração de Plano de Estudo (APE)

Toda alteração no Plano de Estudos original deve ser solicitada via Formulário online: Formulário de Alteração de Plano de Estudos.
O aluno deverá preencher a Alteração do Plano de Estudos com as disciplinas que deseja incluir ao plano de estudos original, assinar, digitalizar e anexar no Formulário de Envio.

As exclusões de matérias não cursadas não precisam ser registradas/enviadas. Cabe lembrar que o aluno poderá enviar apenas UMA Alteração de Plano de Estudos por semestre, obedecendo o prazo estipulado pela DARI-Poli. As alterações possuem aprovação automática, logo não é necessário enviar aos coordenadores de curso.

Os prazos para envios das APEs são:
  • 1º Semestre: de 1º de Fevereiro até 31 de Março;
  • 2º Semestre: de 1º de Setembro até 31 de Outubro.


5 - Prorrogação de intercâmbio

Havendo interesse em prorrogar o intercâmbio, para que a situação do aluno se mantenha regular na UFRJ é preciso, primeiramente, apresentar algum documento da universidade parceira concordando com a prorrogação e, além disso, um documento de pesquisa/estágio com a proposta de estadia no exterior (com as datas precisas). Logo depois o aluno precisará preencher o Formulário de Prorrogação do Intercâmbio e anexar as cartas supracitadas. Assim, entraremos em contato com o coordenador de projeto e/ou de curso solicitando o aval.

Os prazos para envio do Pedido de Prorrogação de Intercâmbio são:
  • 1º Semestre: de 1º de Maio até 30 de Junho;
  • 2º Semestre: de 1º de Outubro até 30 de Novembro.

  • Importante: Cada novo semestre solicitado para intercâmbio, obrigatoriamente, requer um novo Plano de Estudos que deverá ser anexado através do Formulário de Prorrogação.


6 - Envio da Declaração de Retorno

O preenchimento do Formulário de Registro de Retorno é o procedimento necessário para o Intercambista POLI reativar sua matrícula após a conclusão de seu intercâmbio. Os dados do Formulário gerarão uma planilha que será utilizada pela DARI-Poli para a alteração de status no SIGA. Dessa forma, o preenchimento do Formulário é OBRIGATÓRIO e o não cumprimento dessa etapa implica na não alteração do status.

Os prazos para envio do Formulário de Registro de Retorno são:
  • Retono para 1º Semestre: de 1º de Novembro até 15 de Dezembro;
  • Retono para 2º Semestre: de 1º de Junho até 15 de Julho.

O SIGA só permitirá o pedido de inscrição em disciplina após a ativação da matrícula do aluno e essa etapa só será concluída mediante ao envio do Formulário de Registro de Retorno. O comprovante da compra da passagem aérea informando a data de retorno deverá ser anexado ao formulário.

Alunos que não regularizarem seu retorno só terão a matrícula ativada após o período de Trancamento de Inscrição em Disciplina.

A data limite para retorno ao Brasil é de até 30 dias após o início das aulas e será verificada pelo bilhete aéreo (anexado no Formulário). Alunos com retorno após a data limite poderão ter a reativação de matrícula negada. Caso isso ocorra, a matrícula será mantida em intercâmbio e será reativada no semestre seguinte ao solicitado.
Todos os alunos deverão estar na UFRJ para o início das aulas. Aqueles que não estiverem, não terão qualquer tipo de benefício por ser intercambista. ABONO DE FALTAS, SEGUNDAS CHAMADAS DE PROVAS, AVALIAÇÕES, TRABALHOS, ETC, NÃO SÃO DIREITOS DO INTERCAMBISTA!

As datas limite para retorno são:
  • 1º Semestre: 10 de Abril de 2019;
  • 2º Semestre: 04 de Setembro de 2019.


7 - Processo de Dispensa de Disciplinas

Para informações a respeito da abertura do processo de Dispensa de Disciplinas realizadas durante intercâmbio, procure a secretaria do seu curso.

O processo só poderá ser aberto com TODA a documentação exigida.


O aluno pode alterar seu plano de estudos durante o período de intercâmbio, porém, toda e qualquer equivalência de disciplina cursada em IESE só será concedida mediante processo de dispensa de disciplina aberto pelo aluno após seu retorno à UFRJ e aprovação do mesmo pela Coordenação do Curso.
Os procedimentos e documentos necessários à abertura do processo de dispensa de disciplinas estão listados abaixo.

7.1- Procedimentos para abertura do processo:

7.1.1- Procure a Secretaria de seu curso na Poli e solicite as informações para abertura do processo.

7.2- Documentos necessários a abertura do processo:

7.2.1- Requerimento de Dispensa de Disciplina cursada em Intercâmbio Acadêmico;
7.2.2- Cópia do Plano de Estudos entregue à DARI/POLI antes do início do intercâmbio, o qual deve estar devidamente assinado pela Coordenação do Curso e pela DARI-Poli;
7.2.3- Cópia da Alteração do Plano de Estudos quando for necessário;
7.2.4- Boletim Escolar Oficial original da IESE na qual o(a) aluno(a) realizou o intercâmbio. Será aceita cópia desde que autenticada por funcionário da DARI-Poli. (Cópias digitais serão aceitas desde que enviadas pela IESE diretamente para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
7.2.5- Ementas originais das disciplinas cursadas na IESE e traduções das mesmas para o português (tradução-livre);
7.2.6- Relatório de Intercâmbio (Instruções) - Salvar documento com título seguindo o modelo: Nome e sobrenome; Curso; Projeto de Intercâmbio;
7.2.7- Boletim Escolar da UFRJ atual.

Seleção Saiba como funciona o processo seletivo de admissão ao intercâmbio internacional.

Os alunos da Escola Politécnica (POLI) que desejam sair em intercâmbio devem observar atentamente os períodos de abertura dos processos seletivos. Os editais da POLI são abertos no início do segundo semestre, contudo editais abertos a todos alunos da UFRJ, como Ciência sem Fronteiras (CsF) e Erasmus Mundus (EM), possuem calendários próprios, podendo ocorrer no início do ano letivo.

PROGRAMA CIÊNCIAS SEM FRONTEIRAS - CsF

Para o programa CsF a Escola Politécnica possui critérios próprios, definidos pela DAEC - Diretoria Adjunta de Ensino e Cultura e pela DARI - Diretoria Adjunta de Relações Internacionais, adotados para homologação dos alunos, para que estes possam concorrer a bolsas. Vejam com mais detalhes no documento: Ciência sem Fornteiras - Critérios da Escola Politécnica.

Os programas CsF, Erasmus Mundus e Bolsa Santander são coordenados pelo Direção de Relações Internacionais da UFRJ - DRI/UFRJ. Para estes e outros programas coordenados pela DRI/UFRJ o aluno só poderá se inscrever com as autorizações da coordenação de seu curso e da DARI/POLI - DRI/UFRJ

Critérios Básicos para Seleção dos Editais DARI

  • Boletim Oficial: C.R.A maior do que 6, número de reprovações, notas das disciplinas de matemática, em especial Cálculos, Físicas e Mecânica.

  • Currículo: IC, monitoria, projetos, atividades acadêmicas (Fluxo, Fórmula SAE, InterPoli, Minerva Baja, etc.), atividades não acadêmicas de cunho social (contadores de história, professor de pré-vestibular comunitário, serviços de voluntariado, etc.)

  • Proficiência em Idioma: Na etapa de seleção não é necessário apresentação de exames oficiais. Em alguns casos documentos como Certificados e Diplomas de cursos de idioma são suficientes para a avaliação.

  • Periodização básica: O aluno deve estar cursando no mínimo o 5° período no momento da inscrição e não deve ter ultrapassado o 8° período.

Além do Boletim e Currículo, poderão ser utilizados como instrumento de seleção, as Cartas de Motivação de Recomendação.

OBS.: Cada edital poderá apresentar pré-requisitos diferenciados. Para editais não administrados pela DARI-POLI os alunos deverão cumprir tanto os critérios do edital quanto os requisitos mínimos para realização de intercâmbio da Escola Politécnica.

Processo de pré-seleção dos Editais DARI

O processo de intercâmbio possui etapas comuns que estão descritas abaixo, mas é IMPORTANTÍSSIMO ler o edital ao qual você irá se inscrever para observar todas as suas particularidades.

1) Formulário de Inscrição Online

Todo aluno que queira participar do processo de seleção para intercâmbio deve preencher o Formulário de Inscrição Online. O preenchimento correto deste formulário dentro do prazo (informado no edital) é indispensável para a validação da sua candidatura.

Atenção:

  • Os alunos da Escola Politécnica podem se inscrever em mais de um edital, porém, devem ficar atentos ao prazo de confirmação de intercâmbio, pois estarão fazendo a opção de um programa e rejeitando os demais automaticamente.

  • Aos alunos da Escola Politécnica da UFRJ só permitido a realização de um intercâmbio acadêmico durante sua graduação, portanto a escolha do programa de intercâmbio é algo que deve ser pensado avaliando as modalidades de intercâmbio, se possui ou não bolsa, duração do programa, etc.

2) Entrega de documentos na Diretoria Adjunta de Relações Internacionais (DARI/POLI)

Fique atento ao prazo para a entrega de documentos, pois documentos entregues fora do prazo NÃO serão aceitos. Verifique em seu edital a lista de documentos exigidos, mas em geral pede-se:

  • Boletim Oficial – obtido na Seção de Ensino

  • Declaração constando período – obtida na Seção de Ensino

  • CRID – obtida à partir do Siga ou na Seção de Ensino

  • Carta de Motivação

  • Carta de Recomendação de um professor da UFRJ

  • Formulário de Inscrição

3) Etapas específicas do seu processo seletivo

Os editais e coordenações exigem etapas diferentes para a seleção dos alunos após a candidatura ter sido feita. Geralmente incluem entrevistas, mas podem incluir também provas de língua e provas de conteúdos específicos. Informe-se através do edital ou dos responsáveis pela seleção sobre as etapas de seu processo.

4) Divulgação dos alunos selecionados

A divulgação da seleção será feita através de e-mail enviado à todos os candidatos (aprovados e não aprovados) e na página da DARI/POLI. Fique atento ao prazo que será informado para a divulgação da seleção.

5) Entrega de documentos adicionais exigidos pela instituição parceira

Poderão ser exigidos documentos adicionais que deverão ser entregues na DARI/POLI (segundas, quartas e sextas de 09:00 às 16:00), para o envio por correio, e também enviados em formato digitalizado para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e para o e-mail da instituição parceira, caso esta entre diretamente em contato com o aluno.

6) Carta de aceite

Após as etapas cumpridas, os alunos selecionados pela instituição parceira receberão uma carta de aceite necessária para retirada do visto de estudante que comprova sua aprovação no programa de intercâmbio.

PROCEDIMENTO EXTRA PARA OS ALUNOS DO PROGRAMA PARISTECH

Além das etapas comuns a todos os processos de intercâmbio, esta etapa de seleção inclui:

  • Prova Escrita: Provas específicas de física, matemática e química. (Prova Paristech: Conteúdo Programático)

  • Entrevista: Os aprovados nas provas seguem para a entrevista (em francês ou inglês) com a comissão de professores franceses. Para a entrevista, observe os documentos que devem ser entregues, que, em geral, são o boletim e o currículo traduzidos. Os modelos não estão disponíveis na internet, mas os alunos que quiserem instruções devem comparecer a DARI/POLI.

  • Bolsa: Todos os alunos aprovados para o Duplo Diploma ParisTech são automaticamente indicados para receber a bolsa Eiffel do governo francês. Maiores informações:http://www.campusfrance.org/fr/eiffel. Caso não receba a bolsa Eiffel, é possível obter a bolsa de 1 ano de duração (renovável por mais seis meses) através do projeto Capes-Brafitec.

PROCEDIMENTO EXTRA PARA ALUNOS DE PROJETOS BRAFITEC

  • Obtenção das cartas de encaminhamento: Alunos Brafitec devem ter suas cartas de encaminhamento confeccionadas para serem enviadas à CAPES posteriormente. A DARI/POLI irá preparar as cartas, os coordenadores de projeto assinarão e os alunos serão informados para retirá-las na DARI/POLI.

  • Obtenção do link da CAPES: O coordenador de projeto BRAFITEC receberá o link de inscrição dos alunos no site da CAPES e encaminhará aos candidatos aprovados pelo programa.

  • Inscrição na CAPES: A inscrição no site da CAPES requer o carregamento dos seguintes documentos que devem estar digitalizados em formato PDF:

  • Carta do coordenador do projeto

  • Plano de atividades

  • Carta da Instituição no Exterior (caso já a possua)

  • Histórico escolar de Graduação

  • Certificado de Proficiência

  • Recebimento do Termo de Compromisso da CAPES: A CAPES enviará aos Coordenadores de Projeto o Termo de Compromisso que deverá ser entregue aos alunos.

  • Recolhimento de assinaturas para o termo de compromisso: O candidato deverá recolher as assinaturas da seguintes pessoas:

Próprio candidato

Coordenador do Projeto BARFITEC

Avalista (Responsável financeiro. Normalmente pai ou mãe).

Importante salientar que, por convenção, as cartas deverão ser assinadas pelo avalista antes da assinatura do Coordenador de Projeto.

  • Envio dos Termos de Compromisso à CAPES: Com o termo assinado, o aluno deverá enviar uma das vias do Termo de Compromisso à CAPES via correio.